top of page

Jornada Sustentável

JORNADA SUSTENTÁVEL

Cadastre seus dados para fazer uma viagem no mundo de oportunidades do setor de resíduos sólidos!

Obrigado por entrar em contato! Salve nosso contato comercial@virapuru.com na sua conta para evitar que nossos emails sejam visto como spam.

O QUE É COMÉRCIO DE SUCATAS?

O que é sucata? Quais materiais podem ser vendidos como sucata? O que é comércio de sucatas? Como empreender no comércio de sucatas de forma assertiva?  Existe curso de qualificação para trabalhar com sucata?

Pessoas procurando materiais recicláveis em uma empresa de sucatas.
Pessoas procurando materiais recicláveis em uma empresa de sucatas.

Certamente muitos já tenham ouvido um carro anunciando na rua: “compro panelas velhas, ferros e todo tipo de alumínio”? Sem dúvidas, não é de hoje que o comércio de sucatas existe. Porém, quando falamos sucata, não fazemos a menor ideia da quantidade de itens que estão contidos nessa palavra de “bom som”. 


Segundo o dicionário, a palavra sucata significa:  “Ferro inútil; ferro que serviu em máquinas e que se aproveita para ser refundido. (ferro-velho: Qualquer peça metálica imprestável. Coisas reles, que não oferecem interesse”. )


Por favor, alguém precisa atualizar esta definição! Afinal, antes da Década de 80, todo tipo de material metálico é disputado pelas indústrias siderúrgicas! Aliás, a briga é tão grande, que começaram a formar cartéis, para garantir o monopólio da sucata. 


Estas indústrias que tentaram ser as únicas donas deste segmento, acabaram na justiça. O cartel foi desfeito, e as empresas envolvidas chegaram a pagar multas de 7% do total de suas receitas. Porém, até hoje, estas indústrias disputam sucatas.


Se a sucata é “peça imprestável”, porque as indústrias saíram comprando tudo e tentando suprimir pequenos sucateiros?

Acontece que o minério ferro é um recurso natural ainda abundante, porém tem fim. Além do quê, é caro minerar ferro. Os custos para processar o minério e uso de carvão que já não é tão comum, também é alto. Diga-se de passagem que “in natura”, o minério ferro, praticamente não serve para nada. Dessa forma, a sucata é na verdade uma matéria-prima perfeita. 


Isso porque é um material que já foi  processado, usando  sucata, a indústria elimina a etapa de tratamento do minério. Mesmo que não tenham compromisso ambiental, empresas têm consciência de capital, ou seja, lucro é o que interessa! 


Assim, a sucata é a rainha das siderúrgicas no mundo todo. Aliás, é muito bem cotada no mercado de commodities. Ou seja, não tem nada de imprestável na sucata, tudo é ouro, quando falamos do comércio deste produto.


O que é sucata?

Sucata é o termo usado para se referir a qualquer material que não tem mais utilidade ou que está em desuso. Por muito tempo, este termo foi utilizado para se referir somente à sucatas metálicas. Com o passar do tempo, as empresas de sucata foram diversificando seu estoque e começaram a trabalhar com materiais como plásticos, vidro, resíduos eletrônicos, papel, e muitos outros.


Os principais tipos de sucata são:

  • Sucata eletrônica: inclui computadores, laptops, monitores, impressoras, equipamentos de áudio/vídeo, telefones, rádios, entre outros.

  • Sucata metálica: ferro, aço, cobre, alumínio, latão, chumbo, zinco, níquel, titânio e outros metais.

  • Sucata de automóveis: incluem peças de carro, motos, caminhões, entre outros.-

  • Sucata de móveis: madeira, vidro, aço, plástico, etc.

  • Sucata de lâmpadas: lâmpadas fluorescentes, lâmpadas incandescentes, LED, entre outras.

sucata de automovel descartado incorretamente no meio ambiente
Veículo descarta de maneira incorreta pode ser reaproveitado por empresas de sucatas que comercializam metais ferrosos

Quais materiais podem ser vendidos como sucata?

Os principais materiais que podem ser vendidos como sucata são: ferro, aço, cobre, alumínio, latão, chumbo, zinco, níquel, titânio, metais preciosos, materiais eletrônicos, peças de carro, motos, caminhões, madeira, vidro, plástico, lâmpadas fluorescentes, lâmpadas incandescentes, LED, entre outros.


A reciclagem no segmento de sucatas ferrosas é realizada há milhares de anos e hoje está em todas as agendas nacionais. Diversos gêneros de produtos podem ser sucata, para ficar mais claro vai aqui alguns exemplos: o aço utilizado na indústria de automóveis, bens de capital, construção civil, utilidades domésticas, embalagens e resíduos da própria usina siderúrgica. 


Quanto a sua origem, as sucatas podem ser classificadas da seguinte forma:

  1. Sucata Interna : É o aço sucateado na própria usina, que  é redirecionado direto para o forno; Trata-se de uma sucata de alta qualidade pela composição química conhecida e pela baixa quantidade de impurezas;

  2. Sucata Industrial: É gerada em metalúrgicas, fundições e plantas industriais, de automóveis; 

  3. Sucata de Obsolescência: É captada após o consumo mas ainda em condições de reciclagem. Bens de consumo de ferro ou aço já obsoletos pelo uso, tal como automóveis, eletrodomésticos, silos e tanques de estocagem;

  4. Bens de capital sucateados: Este por sua vez, é obtido com a demolição de unidades industriais e/ou obsolescência de máquinas e equipamentos (muito confundida, para fins estatísticos, com a sucata de obsolescência).

Há outros tipos de materiais vendidos por sucateiros, como por exemplo, a sucata carbono. Aplica-se esse material na fabricação de peças para  automóveis, máquinas agrícolas bem como no segmento industrial em geral. 


A sucata miúda pesada, é outro tipo muito comercializado pelas empresas do ramo. Assim, bem comum também neste mercado, é a sucata cinzenta. Composta por ferro fundido, é utilizada na fabricação de peças em geral.


O que é comércio de sucatas?

Muita gente pergunta sobre o comércio de sucatas. Entre outras dúvidas, querem saber se é lucrativo, se é difícil empreender neste setor, como é este comércio. Se você também tem essas dúvidas, continue neste artigo. Vou colocar aqui alguns dados para lhe dar um norte sobre o impacto desse setor no mercado mundial. 


O comércio de sucatas é um segmento estratégico para redução dos impactos ambientais e para contenção do desperdício de material. É também um potencial gerador de empregos e renda. 


Segundo a revista Isto é Dinheiro, de 19/06/20, no primeiro semestre  do ano passado o aumento das exportações neste setor foi de 64%. Ou seja, enquanto outros segmentos passavam dificuldades com um semestre de pandemia, a sucata se tornava a vedete das exportações. 


“Com a retração da economia interna e a paralisação de compras por parte das usinas, a exportação, principalmente aos países da Ásia, tem sido uma boa opção”, diz Clineu Alvarenga, presidente do Instituto Nacional das Empresas de Sucata de Ferro e Aço (Inesfa).


Excelente opção, acho que seria melhor dito. Isto reforça o fato que mais do que nunca, a sucata tem valor econômico real. Sem falar que é também responsável por uma cadeia produtiva que envolve centenas de milhares de pessoas, desde a coleta até o retorno à indústria.


Empresa de compra e venda de sucatas, com caminhão e ferro velho
Algumas pessoas se especializam na compra e venda de sucatas e montam empresas para exercer a atividade de comércio de sucatas. Essa não é a única maneira de trabalhar com esse comércio.

Porém, mesmo com todo este crescimento,  ainda falta muito para um mercado 100% desenvolvido. Pois não basta apenas comprar e vender. É preciso aplicar estratégias que realmente façam a escalada deste setor, colocando sucateiros diretamente no mercado internacional de commodities.


Você sabia que…

Atualmente, as 10 milhões de toneladas de sucata utilizadas nas aciarias e fundições no Brasil são vendidas com desconto de 33% em relação a preços fora do Brasil? Pois é isto mesmo. 


Então você diz: “Mas para entrar no mercado externo e vender por preços justos, é preciso de muita quantidade”! Com certeza!  Uma vez especializado, você vai saber o caminho para cumprir suas metas. Invista em conhecimento.

Aprenda o caminho das pedras e trabalhe escalando esse mercado bilionário.


Como empreender no comércio de sucatas de forma assertiva?

“Quem não assume suas posições com autenticidade não é assertivo.”

Para sermos autênticos precisamos estar seguros do que fazemos. Ou seja, é preciso desenvolver competências, adquirir  conhecimento para realizar com sucesso. Em qualquer área,  qualificação é pré-requisito para alcançar bons resultados. 


No comércio de sucata, conhecer cada detalhe, também faz muita diferença. Mesmo que você já trabalhe nesse ramo, qualificar-se é lançar uma nova visão sobre seus negócios.  Atualizar-se sobre o mercado mundial, network, novas técnicas de negociação, com certeza agrega infinitos  valores aumentando as possibilidades. 

homem trabalhando com ferro velho e sucatas
Em todo o mundo, milhões de pessoas vivem do comércio de sucatas. A grande maioria trabalha em condições precárias por não conhecer estratégias que tornam essa atividade extremamente lucrativa

Para você que deseja começar um comércio de sucatas, saiba que sustentabilidade  é hoje um imenso filão da economia. A partir da sucata, você pode investir em outras áreas do setor de resíduos. Uma vez especialista, é você quem determina onde quer chegar. Você traça seus limites.

Estudos mostram que profissionais especializados têm lugar garantido em qualquer lugar do mundo. Você deve estar se perguntando: Onde vou conseguir este conhecimento? 


Afinal, quantos anos eu vou precisar para entender o comércio de sucatas?


Realmente, se você aprender fazendo, a coisa fica bem difícil. Imagine quantos anos e quantos prejuízos até encontrar a direção certa sozinho?  Quantos erros para poucos acertos?


Quando você sabe o caminho que quer percorrer,  consegue evitar os erros. Aí vai depender só de você. Infelizmente, boa parte das pessoas neste setor, não veem a importância da qualificação. Na maioria das vezes, as pessoas têm um pré-conceito a respeito. Entre as crenças limitantes, está a ideia de que não precisa estudar para vender ferro velho. 


É preciso sair da ‘bolha’. Enquanto este pensamento mantém pessoas amarradas ao momento da crise, tem gente estudando  e descobrindo este mercado.  Por isso, esta pessoa, que vai atrás de conhecimento, mesmo sem nunca ter trabalhado com sucatas, sai na frente e alavanca seu empreendimento. Assim, superando em larga escala a pessoa da ‘bolha’.

homem de negocios com empresa de reciclagem de sucatas
Para lucrar com comércio e corretagem de recicláveis e sucatas não precisa catar em lixões ou nas ruas. É preciso entender o mercado e trabalhar de forma estratégica

Com especialização, a pessoa que empreende no comércio de sucatas está pronta para enfrentar os desafios deste setor. Por fim, ainda que seu desejo não tenha nada haver com o meio ambiente, o lucro é certo, e ainda vale a pena.

O mercado de sucatas continua em pleno crescimento, mesmo com pandemia e movimenta quase R$7 bilhões por ano!


Se você já trabalha com comércio de sucatas e não está participando desse crescimento, então qualifique-se. Pois alguma coisa na sua estratégia está errada. Algum detalhe ainda lhe falta para chegar lá.


Existe curso de qualificação para trabalhar com sucata?

Antes de tudo, para se colocar no mercado aproveitando tudo que é possível, é preciso conhecimento! Por isso, existe sim curso de qualificação para você adquirir as ferramentas necessárias e desenvolver suas competências. 


Aliás, olha a boa notícia aí gente! Se você quer ser um empreendedor ambiental, não precisa começar às cegas, pois o Virapuru Training Center, tem cursos e treinamentos que preparam você para empreender nas mais diversas áreas do setor de resíduos sólidos.


Isso mesmo! O conteúdo elaborado a partir da experiência em países de primeiro mundo, como a Alemanha, é sobretudo, exclusivo! Único material do gênero em língua portuguesa.


Tudo elaborado para que você tenha suas competências desenvolvidas e saiba aplicar técnicas e estratégias que realmente funcionam. 


O melhor de tudo é que incrivelmente, não precisa ter formação na área ambiental, ou qualquer graduação. Afinal, o horário de estudo também é você quem faz! 


Quer se especializar em comércio de sucatas para ter uma renda extra?


Estou falando do Curso Comércio de Sucatas, COSU. Com este curso você vai conseguir:

  1. Entender de que forma o comércio de sucatas funciona na prática. Assim, quais materiais são vendidos como sucata e quais são os players do mercado e qual a melhor  abordagem;

  2. Sobretudo, vai aprender , como achar de forma imediata em toda a sua região e sem sair de casa, vários compradores usando a internet e seu celular.  Ou seja, você vai fazer sua própria lista de materiais.

  3. Ao mesmo tempo,  vai aprender como achar materiais em maior quantidade sem precisar catar nas ruas ou nos lixões a céu aberto. Após isso, você terá materiais e compradores lhe esperando.

Você será um profissional com soluções lucrativas para esses resíduos. Ao passo que a geração de toneladas de resíduos acontece todos os dias em todo lugar,  também é grande a abertura de empresas deste ramo. Para você ter uma ideia, toda atividade humana gera resíduos . Da mesma forma que todas as cidades do mundo têm que destinar seus resíduos de forma adequada! 


Por fim, todos os anos essas cidades gastam grandes fortunas para se livrar do lixo. Então, ainda que você destine apenas uma pequena parte desse material para seus compradores, vai garantir no mínimo renda extra. Ou ,  rapidamente fazer desta atividade sua renda principal. Afinal, as possibilidades de ganhos são infinitas.


Quer mais motivos para transformar seu lixo em dinheiro?

Vou te explicar um pouco mais sobre essa grande oportunidade de fazer renda extra ou mesmo investir em um novo negócio. Clique no vídeo abaixo para entender.



Quer saber mais sobre treinamentos para empreendedorismo ambiental e negócios sustentáveis?

Acesse nossos portais :

Inscreva-se no nosso canal Virapuru Training Center – YouTube. Participe de nossas lives e siga-nos nas redes sociais.

Notícias relacionadas:

371 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page