top of page

Jornada Sustentável

JORNADA SUSTENTÁVEL

Cadastre seus dados para fazer uma viagem no mundo de oportunidades do setor de resíduos sólidos!

Obrigado por entrar em contato! Salve nosso contato comercial@virapuru.com na sua conta para evitar que nossos emails sejam visto como spam.

A INDUSTRIALIZAÇÃO DO SETOR DE RESÍDUOS SÓLIDOS

O que é e como funciona a indústria dos resíduos sólidos? Por que a indústria dos resíduos pode gerar milhões de empregos diretos? Por que a destinação ambientalmente adequada de resíduos é a melhor forma de preservar o meio ambiente? Qual a ligação da indústria de resíduos sólidos com a economia circular?


Não se resolve os problemas do lixo somente com palestras e educação ambiental. Para que a poluição e os crimes ambientais deixem de existir, é necessário ter uma solução industrial para os materiais descartados. Para ter uma destinação ambientalmente adequada, é necessário recuperar os materiais em acordo com os critérios de sustentabilidade. Dessa forma, esses materiais podem ser reaproveitados mantendo suas características quando possível. Para isso, os resíduos sólidos precisam ser coletados, separados e purificados. Estamos falando então da industrialização do setor de resíduos sólidos.


Para que possa existir e funcionar, a indústria de resíduos sólidos precisa de matéria prima. A matéria prima desta indústria é comumente chamada de lixo. Segundo a ABRELPE, de 2017 a 2018 foram produzidas cerca de 79 milhões de toneladas de resíduos no Brasil. Desse total, apenas 4% (Agência Brasil) é recuperado e reciclado. Os maiores responsáveis pela reciclagem no Brasil são os catadores de material reciclável ou reutilizável.


Uma vez que os resíduos são coletados, podem ser separados em Usinas de Triagem. A Coopercaps é uma cooperativa de catadores em São Paulo que realiza opera uma Usina de Triagem (separação) de resíduos sólidos de forma organizada. (Foto: Gleysson B Machado)


A indústria dos resíduos sólidos começa no descarte de materiais e envolve as etapas de coleta e destinação de resíduos. Depois de coletados, os resíduos são encaminhados para centrais de triagem (separação). O material separado alimenta todas as indústrias de reciclagem, compostagem e de biogás. Essa indústria movimenta na Alemanha mais de 70 milhões de EURO em 2014, segundo o ministério do meio ambiente alemão. Considerando que a população da do Brasil é 2,5 maior que a da Alemanha, esse valor poderia chegar a 175 bilhões de euros, ou seja, com o câmbio a 5,45 (16/07/2022) esse valor chegaria a incrível soma de R$ 954 bilhões por ano no Brasil.


Por mais incrível que pareça, o cenário de 4 anos previsto inicialmente na Política Nacional de Resíduos Sólidos brasileira (Lei 12.305/2010) é mais que suficiente para implementar essa indústria. A maior parte das usinas de triagem, reciclagem e compostagem podem ser construídas em menos de um ano. Uma usina de biogás precisa de cerca de 1 ano para entrar em operação. Considerando que toda tecnologia necessária já existe no Brasil e pode começar imediatamente, então o que falta para iniciar tudo isso? A viabilização da indústria dos resíduos passa pelo pagamento dos serviços ambientais aos catadores, redução de impostos e implantação da coleta seletiva.


O que é e como funciona a indústria dos resíduos sólidos?

A indústria dos resíduos transforma lixo em matéria prima para as indústrias de produção. Ou seja, tudo o que é fabricado, seja um celular, um armário, automóvel ou avião, precisa de matéria prima. Depois de utilizado, esses bens de consumo são descartados. Toda a matéria prima que os compõem podem ser reutilizados, bastando para isso, que sejam desmontados. A partir do desmonte, é feita a separação das substâncias que são transformadas em matéria prima secundária, ou seja, matéria prima extraída de materiais descartados.


Podemos dizer então que a indústria dos resíduos é formada basicamente pelo serviço de coleta, usinas de triagem, reciclagem, compostagem e biogás, além de algumas outras tecnologias para o tratamento de resíduos perigosos como usinas de pirólise, plasma e incineração.


Na imagem abaixo podemos ver a montagem dessas soluções para cumprir as exigências do mercado brasileiro:

A estrutura mínima da indústria de resíduos sólidos é formada por 4 complexos industriais: Recicláveis, Orgânicos, Perigosos e Disposição final ambientalmente adequada de rejeitos (Imagem: Gleysson B Machado)


Por que a indústria dos resíduos pode gerar milhões de empregos diretos?

Do total de resíduos gerados no Brasil, 33,6% são compostos por plásticos (16,8%), papel e papelão (10,4%), vidros (2,7%), metais, (2,3%), e embalagens multicamadas (1,4%). Em 2018 o índice de triagem ficou em 4% e empregou 800 mil catadores. Em uma conta direta, para chegar aos 33,6% as usinas de triagem operadas por catadores de material reciclável ou reutilizável poderia empregar incríveis 6,7 milhões de pessoas. E ainda estamos falando somente das usinas de triagem!


“São necessários mais de 800 mil catadores para conseguir reciclar somente 4% dos resíduos no Brasil. Podemos gerar quase 7 milhões de empregos se reciclarmos 33,6%“

Em uma cidade de 200 mil habitantes seria preciso todas as usinas da indústria de resíduos. Um complexo industrial com essas usinas e Centro de Treinamento empregaria mais de 1.000 pessoas de forma direta. Haveria empregos para catadores até doutores em materiais.


Por que a destinação ambientalmente adequada de resíduos é a melhor forma de preservar o meio ambiente?

Em centros urbanos podemos dizer que o maior problema ambiental é o lixo. Se não coletado corretamente, pode levar às cidades ao mais completo caos, inclusive criando diversos problemas de saúde para a população.

Em zonas de pecuária e agricultura, os resíduos estão poluindo nossos rios com dejetos de animais. Sem tratamento correto, a bovinocultura e suinocultura, entre outros, se transformam em fábricas de contaminação. Uma agricultura ineficiente precisa de mais área para produzir. Os biofertilizantes extraídos dos resíduos orgânicos faria o país triplicar sua produção agrícola ao mesmo tempo que reduz a área de plantio.


As regiões de floresta estão sendo atacadas para a extração de matéria prima como a madeira e diversos minerais. Se pensarmos que todos esses materiais vão parar nos lixões, poderíamos produzir matéria prima nos centros urbanos, diminuindo custos de logística e gerando empregos diretamente onde as pessoas vivem. A exploração mineral dos resíduos urbanos é chamada de Urban Mining, ou mineração urbana, a nível internacional. A mineração urbana alimenta as indústrias de metais preciosos como ouro e prata.


Como seria a sua cidade se não houvesse lixo nas ruas, ar poluído e rios contaminados? Os países desenvolvidos já entenderam isso e a destinação ambientalmente adequada de resíduos faz as cidades ficarem mais atrativas para o turismo, por exemplo.


O Brasil como exportador de tecnologias ambientais

Diversos países e continentes do mundo estão observando o desenvolvimento do mercado de resíduos no Brasil. Isso porque, diferente da Europa, o Brasil decidiu transformar este mercado em um instrumento de inclusão social. Todo o continente africano, a América do sul, boa parte da Ásia e outros países mais, possuem os mesmo problemas do Brasil.


O desenvolvimento da indústria dos resíduos no Brasil ou em parte dele fará o Brasil ser um dos maiores exportadores de tecnologias e soluções para a área ambiental do mundo.

A indústria dos resíduos precisa de lideranças que consigam juntar os interesses públicos com as possibilidades de negócios para o setor privado. Quem se dedicar a isso estará trabalhando em uma área que gera milhões de empregos, alavanca o turismo, preserva o meio ambiente, fomenta o desenvolvimento industrial e acrescenta trilhões de reais à economia.


“A economia circular nasce com a destinação ambientalmente adequada dos resíduos.”

Uma indústria carente de mão de obra qualificada

A demanda por soluções no setor de resíduos sólidos é extraordinariamente grande. Além disso, essa demanda é global. Significa que uma solução local pode servir de modelos para várias outras cidades e ser replicada múltiplas vezes.


A industrialização sustentável do setor de resíduos sólidos é o sonho de qualquer gestor público, empresário e mesmo, profissionais da área. Todos querem dar um basta nos problemas ambientais e sociais de centros urbanos. Todos querem servir de modelo para seu país.


Palestra sobre oportunidades de trabalho e negócios com a industrialização do setor de resíduos sólidos na cidade de Igarapé-Açu no Pará. O Professor e Engenheiro Gleysson B Machado demonstra diversas tecnologias de processamento de resíduos.


Todos os dias são gastos milhões de dólares na coleta e destinação de resíduos sólidos em todas as cidades. Por ser um setor que pode causar danos à saúde pública, não pode deixar de ser trabalhado


Todas as tecnologias para o tratamento da grande maior parte dos resíduos já foram desenvolvidas. Já temos referências de muitos casos de sucesso pelo mundo.


Mas então, onde está o gargalo?

"Todas as vezes que você ver lixo nas ruas ou contaminando as cidades, saiba que nessa cidade ainda não existe mão de obra qualificada suficientemente. E se existe, não está atuando onde deveria atuar." Gleysson B Machado

Quais as competências necessárias para o profissional de resíduos?

Antes de tudo é preciso entender que o mercado de resíduos têm os seus momentos. Em um mercado ainda não industrializado, não existe ainda uma demanda muito grande por empregos. A explicação é simples: Quem gera emprego é a indústria dos resíduos, mas se ela ainda não existe ...


As oportunidades para mercados pouco desenvolvidos estão no ramo da consultoria. Os profissionais precisam ser empreendedores e oferecer suas soluções para empresários e investidores locais.


As principais competências então, estão no campo da Gestão Integrada e Gerenciamento de Resíduos Sólidos. É preciso saber qualificar, coleta e destinar da forma correta. É preciso saber reconhecer oportunidades de negócios com o comércio dos recicláveis e com as novas usinas de processamento de resíduos.


A Virapuru oferece o melhor treinamento do mercado de língua portuguesa nesse sentido. O treinamento PIGRS - Profissional Internacional em Gerenciamento de Resíduos Sólidos foi desenvolvido para cumprir as legislações do Brasil e da Comunidade Europeia e utiliza técnicas e metodologias de países como a Alemanha com soluções adaptadas aos mercados como Brasil, Angola e Moçambique, além de claro, da própria comunidade europeia.

137 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page